• Telefone: +55 (18) 3117-1195
  • E-mail: zanardo@zanardo.com.br
  • Horário: Seg - Sex: 7:30h - 11:30h | 13:00h - 17:48h
Data: 18/12/2018
Imagem retirada de: https://www.abracomex.org/wp-content/uploads/2018/07/shutterstock_261748589_premier.jpg Imagem retirada de: https://www.abracomex.org/wp-content/uploads/2018/07/shutterstock_261748589_premier.jpg

Na segunda semana de dezembro de 2018, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 918 milhões, resultado de exportações no valor de US$ 4,564 bilhões e importações de US$ 3,645 bilhões, informa o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). No mês, as exportações somam US$ 10,101 bilhões e as importações, US$ 7,294 bilhões, com saldo positivo de US$ 2,807 bilhões. No ano, as exportações somam US$ 230,068 bilhões e as importações, US$ 175,603 bilhões, com superávit de US$ 54,466 bilhões.

A média das exportações da segunda semana chegou a US$ 912,7 milhões, 17,6% abaixo da média de US$ 1,107 bilhão até a primeira semana, em razão da queda nas exportações das três categorias de produtos: manufaturados (-24,7%, em razão, principalmente, da queda nas vendas de aviões, suco de laranja congelado, bombas, compressores e ventiladores, produtos hortícolas preparados, suco de laranja não congelado, gasolina); semimanufaturados (-24,1%, em razão de celulose, açúcar em bruto, ferro fundido, ouro em formas semimanufaturadas, madeira serrada ou fendida, ferro-ligas) e básicos (-10%, por conta de farelo de soja, algodão em bruto, minério de cobre, petróleo em bruto, carne de frango, milho em grão).

Do lado das importações, a média da segunda semana (US$ 729,1 milhões) foi 0,7% menor em relação à média até a primeira semana (US$ 729,8 milhões), o que foi causado, principalmente, pela diminuição nos gastos com adubos e fertilizantes, equipamentos eletroeletrônicos, equipamentos mecânicos, siderúrgicos e alumínio e obras.


Análise do mês

Nas exportações, comparadas as médias até a segunda semana de dezembro de 2018 (US$ 1,010 bilhão) com a de dezembro de 2017 (US$ 879,8 milhões), houve crescimento de 14,8%, em razão do aumento nas vendas de produtos básicos (37,9%, de US$ 363,7 milhões para US$ 501,6 milhões) e semimanufaturados (14,5%, de US$ 131,2 milhões para US$ 150,3 milhões). Por outro lado, caíram as vendas de produtos manufaturados (-1,7%, de US$ 364,1 milhões para US$ 358,1 milhões). Relativamente a novembro de 2018, houve retração de 3,4%, em virtude da queda nas vendas de produtos manufaturados (-15,4%, de US$ 423,3 milhões para US$ 358,1 milhões), enquanto cresceram as vendas de produtos semimanufaturados (14,2%, de US$ 131,7 milhões para US$ 150,3 milhões) e básicos (2,2%, de US$ 490,8 milhões para US$ 501,6 milhões).

Nas importações, a média diária até a segunda semana de dezembro de 2018 (US$ 729,4 milhões) ficou 15,8% acima da média de dezembro de 2017 (US$ 629,9 milhões). Nesse comparativo, aumentaram os gastos, principalmente, com adubos e fertilizantes (66,2%), químicos orgânicos e inorgânicos (40,1%), siderúrgicos (33,5%), combustíveis e lubrificantes (19,3%) e plásticos e obras (17,6%). Comparando com novembro de 2018, registrou-se queda de 13,5%, pela diminuição nas compras de veículos automóveis e partes (-22,9%), borracha e obras (-12,3%), equipamentos eletroeletrônicos (-10,1%), plásticos e obras (-9,3%) e equipamentos mecânicos (-4%).

 

Fonte: UDOP

  • Telefone:
    +55 (18) 3117-1195

  • Rua dos Buritis, 201 - Parque Industrial II Araçatuba / São Paulo