• Telefone: +55 (18) 3117-1195
  • E-mail: zanardo@zanardo.com.br
  • Horário: Seg - Sex: 7:30h - 11:30h | 13:00h - 17:48h
Data: 20/10/2016
Luiz Baltar, SXC Luiz Baltar, SXC

Os barris de petróleo negociados em Londres e Nova York nesta quinta-feira (20) têm queda, com o mercado realizando lucros após o rali dos preços da véspera, quando o Departamento de Energia dos Estados Unidos divulgou uma queda expressiva nos estoques de crude, enquanto analistas tinham projetado uma alta.

As reservas de petróleo bruto norte-americanas tiveram baixa de 5,2 milhões de barris na semana passada, contra a alta de 2,7 milhões que tinha sido projetada. No levantamento anterior, os inventários tinham apontado acréscimo de 4,9 milhões de barris.

Outro impulsionador da commodity nesta quarta-feira (19) foi o sinal do ministro do Petróleo da Arábia Saudita de que os alinhamentos para a conclusão do acordo da Opep na próxima reunião em novembro, em Viena, estão avançados. O mercado especula, contudo, que dificilmente seria alcançado uma corte expressivo para lidar com o excedente.

Às 9h35, o barril de Brent para dezembro negociado na International Exchange Futures (ICE), em Londres, tinha queda de 1,10%, a US$ 52,09. O barril de WTI para entrega em dezembro, negociado no New York Mercantile Exchange (Nymex), em Nova Iorque, perdia 1,06%, a US$ 51,27.

Na véspera, o barril de Brent para dezembro negociado na ICE subiu 1,91%, a US$ 52,67; e o barril de WTI para o mesmo mês, negociado na Nymex, avançou 2,37%, a US$ 51,82.

  • Telefone:
    +55 (18) 3117-1195

  • Rua dos Buritis, 201 - Parque Industrial II Araçatuba / São Paulo