• Telefone: +55 (18) 3117-1195
  • E-mail: zanardo@zanardo.com.br
  • Horário: Seg - Sex: 7:30h - 11:30h | 13:00h - 17:48h
Data: 06/07/2018
Imagem retirada de https://www.iel-ce.org.br/noticias/102865/cni-divulga-o-estudo-coeficientes-de-abertura-comercial-2016 Imagem retirada de https://www.iel-ce.org.br/noticias/102865/cni-divulga-o-estudo-coeficientes-de-abertura-comercial-2016

A confiança do consumidor caiu em junho, segundo o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec), divulgado na manhã desta quinta-feira, 5, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O indicador caiu 3,8% em junho na comparação com maio, atingindo 98,3 pontos, tornando-se o menor valor desde abril de 2016 (97,5 pontos).

Segundo a CNI, o recuo é decorrente da piora nas expectativas dos consumidores. Na comparação com maio, mais brasileiros acreditam que a inflação vai aumentar e o emprego e a renda vão diminuir. O índice de expectativa de inflação recuou 10,1%, enquanto o indicador de desemprego caiu 8,4% e a perspectiva em relação a própria renda está 4,4% menor em relação a maior. De acordo com a metodologia da pesquisa, quanto menor o índice, maior a parcela dos consumidores que acredita em aumento dos preços e do desemprego nos meses seguintes.

O único indicador que apresentou crescimento foi o de compras de bens de maior valor, que teve alta de 2%.

As variações de condições financeiras, que comparam a situação atual com os três meses anteriores, também denotam cenário de pessimismo. O índice de situação financeira caiu 4,5%, enquanto o de endividamento registrou queda de 2,6%. Segundo a metodologia da pesquisa, quanto maior a queda, pior a situação financeira e maior o número de dívidas.

A pesquisa Inec foi feita entre os dias 21 e 24 de junho, com 2 mil pessoas em 128 municípios brasileiros.

fonte: Udop, com informações do Estadão Conteúdo (texto extraído da revista IstoÉ Dinheiro)

  • Telefone:
    +55 (18) 3117-1195

  • Rua dos Buritis, 201 - Parque Industrial II Araçatuba / São Paulo